A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL - CANTINHO EDUCATIVO


ESPERO QUE VOCÊ POSSA UTILIZAR DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL,
TODO CONTEÚDO DISPONIBILIZADO NESTE BLOG!

Este Blog é Protegido e Monitorado por:
DMCA.com Protection Status

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Créditos da Foto: Sasint/Pixabay
Contar histórias é uma atividade  que faz parte dos fazeres na educação infantil. É uma prática pedagógica bem presente dentro das salas de aula e muito utilizada pelos professores no trabalho com os pequenos.

As histórias são importantes para a formação das crianças e o início da aprendizagem para se tornar um bom leitor. O primeiro contato das crianças com textos é feito de forma oral, através dos pais, avós e outros membros da família, lendo ou contando contos de fadas, fábulas, poemas, trechos da Bíblia, histórias inventadas inserindo as crianças dentro da narrativa, lendo livros curtos ou somente com imagens e por ai vai... em diferentes períodos ou momentos  do dia. 

As histórias despertam na criança o fascínio pela realidade mágica: princesas, príncipes, castelos, bruxas, dragões, e por aí vai... Por isso gostam tanto de ouvir as mesmas histórias várias vezes! Não se cansam com a repetição e amam memorizar as falas das personagens e as partes que mais gostam para repeti-las num outro momento de leitura.

Elas são um importante instrumento para fazer a criança familiarizar-se, desde pequena, com a leitura. Elas contribuem para a ampliação do vocabulário e visão de mundo dos pequenos, além de favorecer o desenvolvimento da linguagem oral e o pensamento, tão importante nesta fase escolar.

As histórias na educação infantil são fundamentais para a formação social e cognitiva da criança. Através delas, a criança poderá vivenciar inúmeras possibilidades de conflitos, medo, tristeza, alegrias, pavor, impasses, e, através  delas, de maneira lúdica, interpretar o mundo e interagir nele. Nestas emoções, vivenciadas através das histórias, as crianças resolvem conflitos internos, além de garantir a construção e desenvolvimento do conhecimento cognitivo e emocional.
Créditos da Foto: semslibrarylady/Pixabay

Sendo o uso das histórias uma importante ferramenta pedagógica na educação infantil, é importante que o professor tenha todo um ritual para tornar este momento algo especial e prazeroso para a criança, algo que toque o imaginário dela.

As rodas da história, são momentos oportunos dentro da sala de aula, onde as histórias favorecem a curiosidade e a emoção nas crianças, despertando o interesse, a imaginação e a memorização delas.

Neste sentido, é preciso que o professor leve em consideração alguns aspectos como:

👉 Faixa etária das crianças;
👉 Quais histórias contar;
👉 Como deve ser o livro: qualidade literária e faixa etária;
👉 Envolvimento das crianças;
👉 Tempo:  a duração das histórias;
👉 Espaço:  disposição do espaço físico: lugares abertos ou fechados (no caso de lugares fechados e com palco, é necessário sentir a acústica, se o palco fica longe da plateia).

Créditos da Fotos: laterjay/Pixabay
Além disso, o professor deve fazer uso de estratégias que favoreçam o encantamento e a fantasia, que faça as crianças ficarem mais atentas, ansiosas e curiosas pela história a ser contada, utilizando-se para isto,  da expressão corporal, gestos, ritmo e entonação de voz.

As crianças da educação infantil, principalmente as do maternal, têm um período muito curto de concentração, por isso, envolvê-las utilizando-se das estratégias acima, faz toda a diferença.

Antes de escolher uma história para contar, é fundamental que o professor conheça a história e considerar que elas devem ser prazerosas, alegres e emocionantes para os pequenos, usando de intervenções para isto, como o uso de músicas, fantoches e outros recursos que podem enriquecer ainda mais este momento.  Devem ser textos curtos e pequenos, com imagens grandes e bem coloridas, de preferência com animais e que sejam próximas da realidade das crianças, para assim despertar a atenção e curiosidade delas, e, ter pouca duração, entre cinco a dez minutos, para não dispersá-las e assim perder o encantamento e a magia.

FORMAS DE CONTAR HISTÓRIAS:
✏ Leitura do livro;
✏ História cantada;
✏ História desenhada na lousa, blocão ou cartolina;
✏ História com dobraduras;
✏ Fantoches;
✏ Teatro de varas;
✏ Teatro de sombras;
✏ Contar o livro (quando há somente imagens e sem textos);
✏ Dedoches;
✏ Avental para contar histórias (com personagens);
✏ Cineminha ou televisão para contar histórias;
✏ Data Show;
✏ Gravuras;
✏ Cd roons;
✏ CDs;
✏ Dramatização;
✏ Utilização do espaço (quando se usa os objetos existentes no espaço para a encenação).


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ABRAMOVICH, Fanny. Literatura Infantil: gostosuras e bobices. São Paulo:  Scipione, 1989.

ROSSETI – FERREIRA, Maria Clotilde. Os fazeres na Educação Infantil. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2003. 





2 comentários:

  1. Achei interessante os métodos e metodologias utilizadas como recurso no seu blog, Parabéns e muito valia no dia a dia da educação como um todo.
    Atenciosamente, Pro Michele Karina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michele! Bem vinda ao blog Cantinho Educativo! Que bom que vc gostou do conteúdo publicado aqui! Fico imensamente feliz com as suas palavras e desejo de coração, que este espaço possa te ajudar no seu trabalho! Um grande abraço e volte sempre! Muito obrigada, pelo carinho!

      Excluir

Se você gostou do Blog, deixe um comentário! A sua opinião é muito importante para mim!
Ficarei muito feliz com o seu recadinho!
Mas antes de comentar, é preciso saber que:
😊 Seja educado (a)! Não xingue ou ofenda ninguém!
😊 Todos os comentários são moderados.
😊 Só serão publicados aqueles que respeitam as regrinhas abaixo:
✔ Comentários ofensivos ou com palavrões não serão publicados;
✔ O comentário dever estar relacionado com o assunto da postagem publicada, caso contrário, ele não será publicado.

Volte sempre! Este espaço é seu!!!