Este Blog é Protegido e Monitorado por:
DMCA.com Protection Status

ESPERO QUE VOCÊ POSSA UTILIZAR DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL,
TODO CONTEÚDO DISPONIBILIZADO NESTE BLOG!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

A IMPORTÂNCIA DAS REUNIÕES PEDAGÓGICAS

As reuniões pedagógicas são espaços coletivos, destinados à socialização de questões referentes ao cotidiano escolar, sejam elas administrativas, pedagógicas ou didáticas. Elas devem ser um ambiente incentivador para ações, reflexões, tomadas de decisões e, sobretudo, espaço de formação continuada, um momento partilhado de troca de saberes, onde problemas possam ser discutidos e soluções possam ser encontradas e compartilhadas por todos.

As reuniões pedagógicas vêm sendo apontadas como espaço privilegiado para as ações partilhadas do coordenador pedagógico com os professores, nas quais ambos se debruçam sobre as questões que emergem da prática, refletindo sobre elas, buscando-lhes novas respostas e novos saberes, ao mesmo tempo (TORRES, 2007, p. 45).

As reuniões pedagógicas, são um importante instrumento de discussão e reflexão sobre a prática pedagógica, gestão escolar, proposta pedagógica da escola, currículo escolar, problemas e situações do cotidiano, como dificuldades de aprendizagem, pais, alunos, conteúdos, parcerias, etc. Além de espaço de reflexão, elas também devem ser encontros “para se darem avisos, distribuir materiais, informar diretrizes da empresa, discutir materiais, discutir problemas de caráter geral ou mesmo do prédio da escola”
(TORRES, 2007, p. 47).

A conquista de um clima de confiança para discussão de acertos e erros deve ser enriquecida com a possibilidade de registro dos saberes elaborados por diferentes grupos de educadores, em diferentes espaços educacionais. (BRUNO; CHRISTOV, 2009, p. 60).

Elas não devem ser impostas, muito menos, tornarem-se um momento para apontamentos de erros, críticas negativas e discussões depreciativas. Elas devem surgir da necessidade e desejo coletivos, para encontrar as possíveis soluções para os problemas enfrentados pela equipe escolar.

Vale ressaltar também que:

A transformação das reuniões que acontecem na escola em espaços de reflexão e produção de saberes sobre a docência exige uma metodologia proposta e dirigida pelo coordenador pedagógico, cuja liderança é essencial para que tais reuniões não assumam a condição de “horário de trabalho perdido” (BRUNO; CHRISTOV, 2009, p. 61).

Preparar encontros de formação para a equipe escolar, é uma das atividades mais fundamentais do coordenador pedagógico, pois são estes encontros que farão com que aqueles que estão diretamente envolvidos no processo, estejam afinados com  a proposta e objetivos da escola, contribuindo assim, para que todos tenham uma atitude reflexiva e melhorem cada dia mais as suas práticas.

Na coordenação da reunião, o(a) coordenador(a) deverá fazer intervenções constantes, visando estabelecer vínculos. É preciso garantir que todos falem, é preciso intervir nas falas em defesa do professor que possa estar sendo “atacado” pelo colega, é preciso favorecer a construção do grupo (SOUZA, 2007, p. 30).

Mas como garantir o sucesso dessas reuniões com a equipe escolar? Ter uma pauta bem elaborada e estruturada, que nada mais é do que um roteiro para se orientar,  é o primeiro passo. Assim como na reunião de pais, a preparação e planejamento da reunião pedagógica, deve ter objetivos claros, especificando os assuntos a serem tratados, estratégias propostas e materiais necessários,  para que este momento seja uma oportunidade de diálogo produtivo e não de reclamações e discussões. Para isto, o “coordenador deve organizar uma pauta considerando o tempo do encontro e distribuindo as atividades de acordo com ele” (SOUZA, 2007, p. 30).

SUGESTÃO PARA O BOM ANDAMENTO DE UMA  REUNIÃO PEDAGÓGICA:
  • Tenha sempre o foco na pauta que você elaborou;
  • Realize a reunião dentro do prazo previsto;
  • Momento para apresentações, discussões e reflexões produtivas a respeito das dificuldades encontradas no dia a dia da escola e sala de aula;
  • Reserve um momento para o lanche;
  • Reserve um momento para apresentação de vídeos e leitura de textos;
  • Reserve um momento para formação de grupos de estudos e troca de experiências;
  • Momento para a apresentação de sugestões e reflexões sobre os temas abordados na reunião;
  • Encerramento;
  • Agradecimento;
  • Leitura de uma mensagem e entrega de lembrancinhas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

BRUNO, Eliane Bambini Gorgueira; CHRISTOV, Luiza Helena da Silva. Reuniões na Escola: Oportunidade de Comunicação e Saber. In: BRUNO, Eliane. B. G.; ALMEIDA, Laurinda R.; CHISTOV, Luiza H. S. (Orgs.). O Coordenador Pedagógico e a Formação Docente. 10. ed. São Paulo: Loyola, 2009.


SOUZA, Vera Lúcia Trevisan de. O Coordenador Pedagógico e a Constituição do Grupo de Professores. In: ALMEIDA, Laurinda R.; PLACCO, Vera. M. N. S. (Orgs.). O Coordenador Pedagógico e o Espaço de Mudança. 6. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

TORRES, Suzana Rodrigues. Reuniões Pedagógicas: Espaço de Encontro entre Coordenadores e Professores ou Exigência Burocrática? In: ALMEIDA, Laurinda R.; PLACCO, Vera. M. N. S. (Orgs.). O Coordenador Pedagógico e o Espaço de Mudança. 6. ed. São Paulo: Loyola, 2007.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou do Blog, deixe um comentário! A sua opinião é muito importante para mim!
Ficarei muito feliz com o seu recadinho!
Mas antes de comentar, é preciso saber que:
☆ Seja educado (a)! Não xingue ou ofenda ninguém!
☆Todos os comentários são moderados.
☆Só serão publicados aqueles que respeitam as regrinhas abaixo:
* Comentários ofensivos ou com palavrões não serão publicados;
* O comentário dever estar relacionado com o assunto da postagem publicada, caso contrário, ele não será publicado.

Volte sempre! Este espaço é seu!!!