O APOSTILAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL - CANTINHO EDUCATIVO

ESPERO QUE VOCÊ POSSA UTILIZAR DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL,
TODO CONTEÚDO DISPONIBILIZADO NESTE BLOG!

Este Blog é Protegido e Monitorado por:
DMCA.com Protection Status

4 de março de 2021

O APOSTILAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Créditos da Imagem: Pixabay
A utilização de material apostilado no ensino fundamental e médio não é novidade no meio educacional, entretanto, o apostilamento na educação infantil  tem causado muita polêmica e debates  entre  professores e especialistas em educação. Usada há muito tempo pelas escolas de ensino privado, a adesão de apostilas pelas creches e escolas municipais em todo o Brasil, é uma tendência crescente nos últimos anos e tem despertado muitas críticas, fazendo com que muitos especialistas em Educação questionem a eficiência e a eficácia do uso delas nesta faixa etária.

No Estado de São Paulo, muitos municípios têm adotado o uso do sistema apostilado de Ensino de grupos já consolidados no sistema privado de ensino.

Sistemas de ensino como Anglo, COC, SESI, Positivo, etc., têm elaborado material didático para escolas municipais e estaduais de todo o Brasil, apresentando a ideia de melhoria da qualidade de ensino, formação continuada dos professores e equipe escolar, disponibilização de recursos educacionais avançados, apoio aos processos de avaliação da aprendizagem: acompanhamento dos processos educativos, dos resultados alcançados e do desempenho dos alunos, apoio à gestão escolar, desenvolvimento de planos de ação e projetos, assessoria pedagógica para acompanhamento em sala de aula, suporte para avaliações governamentais (Estadual e Federal) , serviço de apoio à inclusão educacional.

De acordo com estes sistemas de ensino, o objetivo é oferecer suporte e aperfeiçoamento constante aos professores e ampliar as possibilidades de aprendizagem dos alunos.

Créditos da Imagem: Pixabay

Vale ressaltar que, o apostilamento é amplamente utilizado atualmente por muitas pré-escolas do sistema privado de ensino.

Não há normatização para a adesão ou não do apostilamento na educação infantil. Cada escola e rede de ensino têm autonomia para escolher e definir o melhor sistema de ensino, desde que respeitadas as diretrizes do Conselho Nacional de Educação (CNE).

Diante disso, muitas dúvidas surgem para o porquê de tantos municípios buscarem um sistema apostilado de ensino. Muitas secretarias municipais de educação afirmam que o objetivo maior é a questão da melhoria da qualidade do ensino, oportunizando um melhor e mais completo conteúdo educacional. Entretanto, muitos especialistas em Educação afirmam que os livros didáticos e paradidáticos enviados pelo Ministério da Educação, por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), são bons, ajudam muito na alfabetização dos alunos e são um  dos principais veiculadores do conhecimento sistematizado no contexto escolar. E na Educação Infantil, o Ministério da Educação orienta que até os 5 anos de idade, nas creches e pré-escolas sejam priorizadas as brincadeiras e jogos, ou seja, deve-se levar em conta as atividades lúdicas, adiando assim, a aplicação do ensino sistematizado, com mais regras e cobranças.

Muitos educadores se posicionam contra a prática nessa etapa da vida escolar, pois afirmam que as aulas e atividades pedagógicas são padronizadas, em uma fase onde as crianças precisam de estímulos diversos associadas a brincadeiras, para conhecerem e experimentar o mundo a sua volta. O uso das apostilas fariam então, as aulas e as atividades ficarem limitadas e restringiria a criatividade e a experimentação das crianças.

Sem mencionar que este material não tem a participação do professor da turma na sua elaboração, os conteúdos muitas vezes, não estão de acordo com as necessidades de aprendizagem referentes à faixa etária a que se destina, tampouco com os recursos pedagógicos disponíveis na escola.

Créditos da Imagem: Pixabay
Outros educadores, entretanto, defendem que o uso de apostilas nas escolas, tem como objetivo promover o desenvolvimento linguístico, cognitivo e socioafetivo das crianças, pois expandem os horizontes culturais da crianças, estimulando o conhecimento a partir da realidade delas. Além disso, é um norte para os professores, tornando-se um material organizado de atividades, dando a eles subsídios para planejar e desenvolver seu trabalho em sala de aula.

Mas aí é que está a questão! O problema não é o material e sim a forma como se usa. A apostila não pode ser o único recurso disponível e usado por professores e alunos em sala de aula.  Ela deve ser mais um instrumento de trabalho em sala de aula, juntamente com o uso dos livros de história, as rodas de conversas, as brincadeiras, músicas, jogos e por aí vai!

O importante é sempre lembrar que a apostila é material organizador das atividades, mas nada substitui o trabalho do professor. Apostilas custam mais caro e não passam por processo de avaliação técnica por especialistas em educação, como os livros didáticos adquiridos pelo PNLD.

A adoção do sistema de ensino apostilado por municípios, muitas vezes também resulta em elevação do Índice da Educação Básica (Ideb) e no aumento das notas nas avaliações promovidas pelo MEC. Em teoria, facilita também o trabalho dos professores no planejamento das  aulas, tornando um fio condutor a se seguir, mas também pode ter um efeito colateral, a padronização tanto nas atividades, como no discursos dos professores, alunos e gestão municipal, criando assim amarras, ou seja, apoiados  nas apostilas os professores deixarão de planejar cada aula e buscar novas estratégias e recursos para enriquecerem suas aulas.

Há uma enorme e ampla variedade de sistemas de ensino apostilado pelo país, com ofertas de uma infinidade de materiais que diariamente chegam às Secretarias Municipais da Educação, propondo sucesso e qualidade no ensino oferecidos pelos municípios. Sabemos que as polêmicas com relação ao tema estão longe de terminar e ainda percorrerão um longo caminho de debates e reflexões sobre os prós e os contra a respeito da adoção destes sistemas de ensino. E estas questões não se esgotam aqui.

0 comentários, deixe o seu!:

Postar um comentário

Muito obrigado, por ter chegado até aqui! Não se vá ainda... Fique mais um pouco!
Se você gostou do Blog, deixe um comentário! A sua opinião é muito importante para mim!
Ficarei muito feliz com o seu recadinho!
Mas antes de comentar, é preciso saber que:
😊 Seja educado (a)! Não xingue ou ofenda ninguém!
😊 Todos os comentários são moderados.
😊 Só serão publicados aqueles que respeitam as regrinhas abaixo:
✔ Comentários ANÔNIMOS não serão publicados;
✔ Comentários que contenham links ou spans não serão publicados;
✔ Comentários ofensivos ou com palavrões não serão publicados;
✔ O comentário dever estar relacionado com o assunto da postagem publicada, caso contrário, ele não será publicado.

Volte sempre! Este espaço é seu!!!

SUBIR