O USO DA CHUPETA NAS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL - CANTINHO EDUCATIVO


ESPERO QUE VOCÊ POSSA UTILIZAR DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL,
TODO CONTEÚDO DISPONIBILIZADO NESTE BLOG!

Este Blog é Protegido e Monitorado por:
DMCA.com Protection Status

terça-feira, 4 de setembro de 2018

O USO DA CHUPETA NAS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Créditos da imagem: StockSnap.io
O uso das chupetas nas creches ou nos primeiros dias de aula na educação infantil não deve ser proibido ou inibido. Ao contrário do que muitos pensam, elas ajudam na adaptação escolar, funcionando como um objeto de relaxamento, de segurança, uma lembrança do ambiente de casa, que minimiza a saudade dos pais, enquanto o vínculo com o professor e com as outras crianças ainda não foi plenamente estabelecido. Há crianças que até trazem para a escola, mas não chupam. Só o fato de saber que a chupeta está dentro da bolsa, já as deixam calmas e tranquilas.

Quando o vínculo com o professor e os demais colegas foi consolidado, e, conforme a criança vai adquirindo confiança, autonomia e sentindo-se segura dentro do ambiente escolar, a tendência é o abandono do objeto. Este é um trabalho que deve ser feito pelos professores em parceria com os pais! Lembre-se que o uso da chupeta é um apego passageiro, por isso, precisa ser tolerado, mas não incentivado. Há professores que ficam desesperados sem saber como agir, começam com explicações para as crianças de como a chupeta pode atrapalhar a dentição, dicção, dificuldade na fala, na tentativa de fazê-las largar a chupeta. Elas, com certeza, pouco entenderão estes argumentos. O importante é incentivar sempre autonomia e a independência das crianças, elas gostam de mostrar aos adultos que estão crescendo, e, quando incentivados, acabam abandonando a chupeta facilmente.

Caso a criança ainda insista em ficar com a chupeta durante a realização das atividades, traga para a sua sala um bauzinho ou caixa bem decorados, que chame a atenção da criança. Não se esqueça de colocar o nome dela.  Diga que aquele bauzinho ou caixa é para guardar tesouros, objetos que nós amamos, que ali dentro ela  estará bem guardado e protegido, proponha que ela guarde aí a sua chupeta.  Com o vínculo  estabelecido, a criança sentirá confiança no professor e atenderá prontamente, sem choro e birra.

Os bauzinhos ou caixas devem ser individuais com a devida identificação e colocados junto com os demais pertences pessoais da criança. 


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

NÁPOLI, Lucas. O que são espaço e objetos transicionais?. 2013.  Disponível em: <https://lucasnapoli.com/2013/01/13/o-que-sao-espaco-e-objetos-transicionais-final/>.


WINNICOTT, D.W. Objetos Transicionais e fenômenos transicionais. In Textos Selecionados – Da Pediatria à Psicanálise. Trad. De Jane Russo. Ed. Francisco Alves Editora S.A. RJ. 1978.

________________. Para Jacques Lacan. In D. Winnicott, O gesto espontâneo. São Paulo: Martins Fontes. 1990


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou do Blog, deixe um comentário! A sua opinião é muito importante para mim!
Ficarei muito feliz com o seu recadinho!
Mas antes de comentar, é preciso saber que:
😊 Seja educado (a)! Não xingue ou ofenda ninguém!
😊 Todos os comentários são moderados.
😊 Só serão publicados aqueles que respeitam as regrinhas abaixo:
✔ Comentários ANÔNIMOS não serão publicados;
✔ Comentários que contenham links ou spans não serão publicados;
✔ Comentários ofensivos ou com palavrões não serão publicados;
✔ O comentário dever estar relacionado com o assunto da postagem publicada, caso contrário, ele não será publicado.

Volte sempre! Este espaço é seu!!!